quinta-feira, 4 de julho de 2019

2019 - Idem idem, Aspas aspas.

CAMARADAS

Ocorreu no passado dia 24/06/2019, mais um Convívio da rapaziada.

A necessidade da sã convivência, com a nova vinda “ao puto” do Furriel Fernando Santos, foram pretextos mais que suficientes para que tal acontecimento não esperasse pela fatídica, 4ª Fase.


Como já estava previsto, viajamos até ao concelho das Calda da Rainha, mais precisamente
ao Restaurante Típico Solar dos Amigos, no GUISADO.


Mais perto da cozinha
e
(Porque não somos burros, escolhemos a Sala do Cavalo)



Amplamente divulgado, estiveram presentes uma vez mais, Os melhores.

Camaradas das Companhias
 2504, 2505 e CCS.

 No Restaurante, ao contrário dos que por vezes travam fortes lutas para estraçalhar calejados bifes da testa do boi “ rijos como cornos”; Cá a rapaziada já conhecedora da casa, "mesmo precavendo alguma debilidade no corta-palha de algum" não se preocupou, pois sabíamos de antemão que a luta seria pacífica, dada a boa qualidade dos produtos oferecidos.

Ao “1º Round”, logo após a ingestão das soberbas entradas
fiquei quase arrumado.

Mas com receio de bocas como a de
(quem não é p’ra comer, não é p’ra trabalhar)
Ganhei coragem e juntei-me ao grosso da coluna.

Aconselhados pela simpática empregada, optamos pelos dois pratos sugeridos.

Fizemos então uma vaquinha, composta pelas Tibornas de Bacalhau seguidas dos
super-tenros Cascos à Ribatejo.


Poucos “mas Bons” divertimo-nos à grande, esquecendo por horas a merda deste país de vígaros e corruptos.

Lembrando que fomos  surpreendidos “da primeira vez” com a oferta a cada, de uma garrafa de licor “made in house”, saímos desta “à excepção dum camarada coleccionador de chávenas” de mãos a abanar, no entanto,
Empanturrados.


Já no exterior as tropas prolongaram o CONVÍVIO, esperançados que só em breve, voltaríamos a entrar neste Restaurante.


O tempo foi passando, e como as conversas são como as cerejas, secaram-se as gargantas, dando origem a um retorno forçado.

Quase em bicha de pirilau devido ao trânsito, voltamos atrás no intuito de refrigerar a máquina, ingerindo uma águinha normal ou das pedras.

Longe estavamos de adivinhar, que a poucos metros íamos sofrer uma "emboscada" cujo inimigo, afinal, era Amigo.

Em segundos, estavamos no interior da sua Adega.

Conhecemos assim alguém que, “como confessou”, era sobejamente conhecido na zona, bem como pelo FBI, lá prás bandas das américas.
Um grande admirador do Donald Trump bem visível no seu vistoso boné, assim como numa grande tarja, suspensa na dita.

(Em 1º plano “o Dono”, e ao fundo; o Campos colhendo um precioso néctar)

Habituado a ver alguns cartazes anunciando espectáculos de tauromaquia, fiquei “impressionado“ com a envergadura dos que o Camarada ostentava na adega. Penso que as dimensões da grande maioria, devia rondar os 2,3, ou até 4 metros, de largura (para não dizer, mais).

*******
Reparamos que o amigo do Pinto Ferreira "talvez porque a nossa guerra não lhe dissesse muito" se foi sentar no carro, para meditar.
Deu para confirmar que a meditação era bem profunda, pelo ruído que produzia.

Entregue ao Morfeu, quando parecia que perdera a vitalidade,
“Eis senão quando” acorda p’rá vida, retomando uma energia, só igualada pelo
Dono da Adega.

Foi uma delícia ouvir o anfitrião contar estórias da sua infância, ou das vivências por terras Americanas, mas aquelas do médico e a do copofónico ininterrupto.
“Foram de partir o côco”


Fazendo lembrar a máxima:
Sou reformado, nada m’importa, quem vem atrás que feche a porta.

Entregou-nos alguns copos, dizendo… DESENRASQUEM-SE.
Chegou a hora de serem vocês “os mais novos”, a trabalhar.

“ Empanturrados, conforme acima se disse, ninguém quis comer nada “

Quanto ao beber, por causa da temperatura e da conversa,
a coisa fiava mais fino.

O Furriel Campos entre outros “tal como se vê nas imagens” não se fez rogado.
Convidado e de copo na mão, dirigiu-se aos reservatórios de inox.

Um-dó-li-tá, e escolheu um, espichando-o de seguida.



Porque o copo é pequeno, não podemos dizer, que foi apanhado em flagrante De Litro



Por seu turno, o Merca lamentava não poder beber à vontade, dado que era um dos “chauffeures” de serviço.
(Nascera p’ra sofrer)

Curioso, perguntei ao “Anfitrião” o porquê do Restaurante ter uma decoração toda ela virada para a tauromaquia. e Explicou: Desde pequenino, fui obrigado pelo meu Pai e pelo Avô, a segui-los nas lides diárias, onde o fado e os touros coabitavam lado a lado.
Ao lermos a história do Restaurante, parece-nos que afinal, juntou o útil ao agradável.

Terminada a aprazível conversa na Adega, entramos no Restaurante poisando noutra sala, para beber a tal águinha.


Mas o raio da água mais parecia ser destilada; Incolor, inodora e insípida.
Insatisfeitos e sequiosos, esta foi acompanhada com alguns copos de tinto, e para os mais gulosos, uns doces e alguns gelados.


Na presença da patroa “Dona LUÍSA”, entabulamos uma pequena conversa com algumas empregadas, chegando-se à conclusão, que as empregadas eram muito bem empregues.

*********
Antes do Destroçar

Reparamos na triste figura desta “grandacavalgadura”





De cor branca, provavelmente farta de esperar pelo Príncipe, este “copinho de leite” enfrascou-se.


Aproveitando a “força” dos presentes, o Camarada Merca retomou a conversa iniciada no Restaurante “Associação dos Fuzileiros” no Barreiro, falando do
Convívio a nível de Batalhão, comemorativo dos 50 anos

Ficou assente que será aberto a todo o mundo incluindo a família, e “salvo algum impedimento” ocorrerá no dia 21 Setembro, no Restaurante “O Sancho" em Anadia, com valor "per cápita" a rondar os 23€, cujo prato principal será o Leitão.

Portanto “CAMARADA DO BATALHAO 2872”, ficas desde já convocado para este Convívio. Aparece em força, "trazendo também a tua madrinha de guerra" neste que poderá ser o nosso  último, a nível do Batalhão.

Contacta os habituais organizadores, e expressa a tua vontade de participar.
(Quem vier por bem, pode entrar)

Segue-se este pequeno FILME,
a acrescentar ao que o Fernando Santos já editou.




Já em Lisboa, Pimenta e Medroa, despediram-se do Amigo Merca, entrando no Corte Inglês para “quais toupeiras” descerem ao subsolo, só emergindo no Terreiro do Paço, a poucos metros do Rio Tejo.

Sem antes no trajecto, inevitavelmente ter-mos falado no infortúnio do militar de agora que teve as pernas amputadas, da sua evacuação, e da “solidariedade” dos governantes, em contraste com o que sempre nos fizeram “estarem-se cagando pra nós, ao longo dos anos”. Ao contrário dos militares de agora “quase todos voluntários a ganharem balúrdios em comissões de meses”, nós "fomos obrigados” e a ganhar
uma bagatela, a combater no ultramar longe de tudo e de todos.

Não é o meu caso, dado que vim ao puto após 1 ano “no intervalo da guerra”,
Mas a grande maioria, "sem Skypes, wattsapos, Facebooks ou quejandos", só viu ou falou com os seus, 2 anos ou mais, após a partida.

“Na lógica da pescadinha de rabo na boca”
Penso que aqueles que ainda hoje teimosamente resistem vivos, ao desprezo destes agora condoídos, “que nenhum gesto fizeram ou fazem”, para suavizar a dor dos nossos que continuam a precisar, darão este conselho aos políticos anteriores, actuais e seguintes:

Nós estamos com 70 e tal anos. Para serem coerentes, é só continuarem a não mexer uma palha, aguentando um pouquinho mais.

Até Eu que “entre muitos” escrevo estas verdades, infelizmente mais ano menos ano, calar-me-ei para sempre.


Poderão aí, perguntar sem ouvir o contraditório:

Combatentes do ultramar, ignorados!?.. Quando? Onde? Como?
Nós DESCONHECEMOS. Mostrem quem são!

Centenas os estropiados!?.. Quando? Onde? Como?
DESCONHECEMOS tal. Mostrem-se onde estão!
Estão a ver? … Afinal “É TUDO FALSO”

São tudo..”Fake news”

Estes Cretinos esféricos
(que vistos de qualquer ângulo, são sempre Cretinos)

Passeiam-se por aí, sorridentes impávidos e serenos, “amnésicos, pobres, e inocentes” a leste do paraíso, e a deitar faladura, com a certeza que a eles nada de mal lhes acontece, como se fossem inimputáveis,.

Enquanto permitirem que existam “presumíveis, alegados, supostos, recursos e afins” a (in) justiça
(que tão célere prendeu o perigosíssimo denunciante Rui Pinto)
 Não terá tomates para punir e com a mesma brevidade, “alguns” destes Governantes:
Cretinos, Corruptos, Vigaristas, Alarves, e demais elogios…

Que para se defenderem dirão:
Nós? Quando? Onde? Como?
Se assim fossemos, estava-mos presos. Conhece algum?
Ai não? Então como se vê “É TUDO FALSO”
***********
(Dia 6 de Julho)

É por toda esta infeliz realidade, que Eu desde há muito, não dou um passo
em direcção às mesas de voto.

A continuar assim, só mudarei a atitude, quando souber que o MEU VOTO foi finalmente impresso em papel macio e absorvente, se possível até composto por diversas folhas, para o trazer para casa, e torna-lo útil.
Limpar-lhe o cú na primeira oportunidade.

Este, o procedimento que desde à muito, costumo aconselhar os meus amigos.
“NUNCA DIGAS NUNCA”

sábado, 1 de junho de 2019

2019- 27º CONVÍVIO da Companhia 2504

CAMARADAS

Tendo em conta a nossa provecta idade, e por acreditar no provérbio
“A Velhice é a segunda Meninice”.
É que hoje no “Dia da Criança”, torno pública esta postagem, relativa ao nosso

27º CONVÍVIO DA COMPANHIA DE CAÇADORES 2504
Realizado em Fátima, no dia 4 de Maio.

Uma vez mais a exemplar Família 2504 "Pais, Filhos e Netos" se reuniu em Convívio, este tão especial, para celebrar os 50 anos da nossa partida para África.

Para os Pais, aqui vai uma dica: No pequeno filme aqui existente, ouvirás uma gravação já com 50 anos, feita em pleno oceãno no segundo dia da nossa viagem "em directo, ao vivo e a cores" do som ambiente, no convés do UIGE.

 Aquando o nosso 1° Espectáculo
do

 Conjunto Musical POP.



Fecha os olhos e imagina-te nessa noite. Tal como Eu no "conhecimidíssimo" diálogo com o furriel Vítor Santos, descobre também onde erraste ou desafinaste, principalmente quando "após algum treino" cantamos o Hino da Nossa Companhia.

Se por acaso és um dos que raramente ou nunca aparece aos Convívios, infelizmente começas a ter pouco tempo para te redimires dessa falha imperdoável.

Preocupado com tudo isso, é que no final do "filme" sugiro que não esperes pela 4ª Fase, pois pode ser tarde demais.

APARECE
(Estás perdoado)
Atenção

Cá o Eu, sou o que ficou sentado entre o Jorge e o Campos, e que uma vez mais nos filmes, quase ou nunca aparece.

CONFIRMA



quarta-feira, 8 de maio de 2019

2019- Convívio dos 50 anos

Camaradas

Conforme estava combinado, realizou-se no dia 4 de Maio em Fátima no Hotel Santo Amaro, o nosso 27º CONVÍVIO da Companhia.



Tudo decorreu às mil maravilhas, conforme se confirmará nas imagens que irão constar neste Blogue.

Tal ainda não aconteceu, porque o "técnico de imagem" fez uma directa ao BAIXATOLA - BAR.

Porque o "equipamento de edição de imagens" ficou no Barreiro, terás de aguardar um pouco mais.

Uma coisa é certa. Na foto "e como sempre" só aparecem os pontuais.

Os retardatários um dia terão de começar a ser punidos.

quarta-feira, 1 de maio de 2019

2019- Soma e Segue.

Um Penalty à saúde dos meus Amigos.
“Como o Guarda-redes se mexeu, temos de repetir”

Hoje no 1º de Maio dia do trabalhador “o meu dia”,
partilho com algum atraso, imagens de mais este

" Convívio com Amigos "


Sem mais delongas... O que me apraz dizer, é:
"Assim sim, rodeado de Amigos, vale a pena viver a vida"




sexta-feira, 19 de abril de 2019

2019 - Feliz Páscoa

CAMARADAS

A todos os nossos leitores, os desejos de uma Páscoa Feliz,
com muitas amêndoas, e alguma gasolina no depósito da viatura.




Greve na Gasolina?
(Cada um desenrasca-se como pode)
Como se vê,  há sempre um fura-greves


segunda-feira, 8 de abril de 2019

Mais um PIMENTA, exemplar.

Será que é meu parente? Provávelmente!


Além do PIMENTA que no remo é campeão do Mundo, e arredores...

Temos mais Este, a remar contra a maré,
contrariando tudo e todos.
-
O que está estabelecido "é explorar os trabalhadores até ao tutano" e afundar o país até mais não.


BRAGA: EMPRESÁRIO VOLTA A DISTRIBUIR LUCROS POR FUNCIONÁRIOS

O grupo de 12 empresas José Pimenta Marques, sediado em Braga, voltou a premiar os trabalhadores com uma gratificação pelos lucros alcançados no ano de 2018.
Os funcionários, com o salário de Março, receberam um prémio que foi até 60% do salário de cada um.
A gratificação foi entregue com base no desempenho de cada colaborador e da sua assiduidade.


segunda-feira, 1 de abril de 2019

2019 - 27º CONVÍVIO da COMPANHIA DE CAÇADORES 2504

CONVÍVIO DOS 50 ANOS

Camaradas:
Eis a Convocatória anunciada e definitiva.

























(Segundo esta leitura, não podemos esperar pelo 25 de Abril)
(Nem agora, nem nunca)
O mesmo só tem dado ao longo dos anos, milhões e milhões a cretinos oportunistas, que em nome da liberdade "e com a maior desfaçatez", vão enchendo a pança "sua e demais familiares", enquanto que à maioria dos portugueses que são "Portugueses", só resta o mesmo que a angolano Paulo Flores canta na sua canção
-

Camarada, não esqueças e telefona para os números acima
"Atempadamente"

=Vamos aparecer em força=
E venerar estes dois inesquecíveis Amigos "aqui abraçados"
bem no centro da velha foto.


António Mourão Martins e José Fernando Henriques Camilo
Estes dois Camaradas "do meu pelotão", infelizmente não regressaram connosco.
Mas continuam vivos na nossa memória.


(Sem comentários)




 Antes de partires, não te esqueças de corrigir a "pontaria"
Verifico um pequeno erro entre as coordenadas fornecidas pelo Aguiar,
e aquelas que indiquei numa postagem anterior.
39º37'42"N - 8º40'07"W
a Norte: um erro de 3 segundos e 4 décimos
a Oeste: 1 segundo e 7 décimos
Se não fizeres a correcção, arriscaste a poisar no quintal do Hotel