segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Em Santa Margarida

CAMARADAS

Eis um pequeno treino de antecipação, para os Convívios do 5 de Maio de 2018, que se aproximavam.

Na companhia de uma indefesa garrafa de bom tintól alentejano, esta dupla*
Manuel Pimenta da 2504 “Atirador” e Fernando Santos da 2505 “Vagomestre” estiveram acantonados na mesa 14 do Restaurante/Marisqueira
(O Carlitos)

e dizimaram sem piedade uma bela Açorda com Carapaus fritos, em contraponto com um não menos gostoso Bacalhau Espiritual.

Falou-se inevitavelmente dos factos recentes tão badalados, e porque ainda restava um pequeno vazio nas barrigas, o mesmo foi colmatado roendo na casaca das atitudes de alguns. A abarrotar, terminamos o evento com um semi-frio e porque o guarda-redes se mexeu, ficou assente que
muito em breve repetiremos o gesto.

Para não sermos descobertos por um é-toupeira qualquer, na calada da noite e a pé, batemos em retirada mas em sentidos opostos.

À rásca, sem GPS nem tãopouco uma bússola, chegamos sãos e salvos aos respectivos domicílios.

Porque o repórter estava lá, aqui está a prova dos instantes finais.


De papo cheio e já no vale dos lençóis, pensei cá com os meus botões...

Na querem lá ver que a opinião do Merca escrita em 19 de maio de 2011
(já lá vão 7 anos)
não faz sentido e os contestatários de agora têm toda a razão?.

Pensando bem, estive frente a frente com um camarada (da 2505) que usou o tal lenço bicolor, amarelo/alaranjado.

Conclusão: Parece-me bem, que não
Enquanto o Fernando, dizimou a generosa travessa do bacalhau não deixando sequer vestígios do espírito, Eu (da 2504) claudiquei a meio, deixando para trás quase metade dos jaquinzinhos fritos “e se bons que eles estavam” e um resto da açorda também.

Não hajam dúvidas: a 2505 não brinca em serviço.

Intrigado, pensei melhor... Será que os vagomestres serão todos assim tão bons?
De repente lembrei-me: Calma, deixou o prato. É que este, também foi Atirador.
(*) - Uma Dupla, que era para ser Tripla [1X2] mas o xis, declinou.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Ano de 2011 - Confraternização dos Graduados do Batalhão 2872




Conforme amplamente divulgado desde o dia 15 de Outubro de 2011 apesar de algumas ausências, realizou-se no restaurante
“O Manjar do Marquês” o nosso
(Convívio dos Graduados do Batalhão)


Foi um convívio saudável, onde uma vez mais se recordaram histórias da nossa guerra. Existiu quem se tivesse abraçado após mais de 40 anos de separação. Reinou a boa disposição e por umas horas esquecemos a crise instalada, por estes que, se governam do país.

no entanto:
Se fazes parte daqueles que receberam um E-mail a convidar-te e pura e simplesmente ignoraste-o, optando por não responder. Te digo. Ainda bem que não vieste

Se és daqueles que agradeceu ao amigo, que telefonicamente se preocupou em te relembrar, mas pediste para te contactar mais tarde, não fosses esquecer. Ainda bem que esqueceste

Se foste dos que: Se eu telefonar – vou, Se não telefonar – não vou. Te digo, vai à merda com a resposta e: Ainda bem que não telefonaste

Se és dos que: Cada vez que te vejo, lembro-me de ti. Ainda bem que não me viste

Se Achas que os organizadores, tem a obrigação de implorar pela tua presença. Estás muito enganado.

Se és reincidente, “cá por mim” a partir de agora, podes ficar sossegado que não voltarás a ser molestado com telefonemas ou E-mails pois o teu endereço vai ser transferido para a pasta dos "Persona non grata", porque verifico que afinal és um caso perdido.
+++     +++
Fomos poucos, mas bons, e ainda bem que não vieste pois não merecemos que te sacrifiques, ou que venhas contrariado, no entanto: Não sabes o que perdeste.
+++++


Mas se fazes parte daqueles que infelizmente e justificadamente, faltaram ao encontro por motivos de força maior, faço votos que na próxima tudo esteja superado.



 

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Ano 2012 - 27º Convívio dos Graduados da 2504

- Abraveses (22/09/2012) -

27º Convívio dos Graduados da 2504

Com a habitual simpatia, o Furriel Vítor Santos acompanhado de sua Rosa e restante família, fazendo jus ao nosso lema (Conquistando os corações se vence a luta), recebeu-nos “como seu desejo” em sua casa, reconquistando assim se dúvidas houvesse, os nossos corações.

Podes ver pelas imagens, que embora rodeado de modernidades, nomeadamente no aproveitar a energia solar para aquecimento da água da sua piscina, no que se trata à energia eólica deixa muito a desejar, basta veres o “abano” utilizado para espevitar o lume.

Este pequeno filme, mostra um resumo “resumido” do evento que decorreu num lindo dia de sol. Foram censuradas as imagens no interior da piscina onde “pelas quase 3 horas da matina” Pimenta, Campos e o Anfitrião tomaram uma banhoca, com a água a 30,5ºC. Logo após, desabou uma “tromba d’agua” que durou algum tempo, mas que sómente perturbou o sono do casal Campos, que pernoitou na sua autocaravana.